Kit Master Herpes Vírus Simplex 2

Sensibilidade e Especifidade no Diagnóstico de HSV2

O Kit XGEN MASTER HSV2 é um teste in vitro para a detecção quantitativa de ácido nucleico viral em amostras clínicas como auxílio para a avaliação de infecções pelo vírus herpes simplex tipo 2 (HSV2).

Vantagens do Diagnóstico Molecular

Os ensaios moleculares permitem que os principais tipos de vírus herpes simplex sejam diferenciados com alta especificidade e sensibilidade.

O uso de métodos moleculares tem sido apontado como uma das principais ferramentas para o diagnóstico de doenças infecciosas e, dentre as técnicas disponíveis, a PCR em Tempo Real é uma das mais utilizadas para detecção de HSV2 devido a importância dos estudos epidemiológicos para o entendimento do padrão de distribuição da infecção dentro das populações.

Importância do Diagnóstico

O HSV2 é transmitido quase exclusivamente por via sexual, causando infecção na região anal ou genital. Contudo, pode também ser transmitido por contato orogenital, provocando lesões genitais. A infecção ocorre pela inoculação do vírus em superfície mucosa suscetível como orofaringe, cervix e conjuntiva ou através de pequenas lesões na pele. As infecções por HSV2 são mais frequentes no período perinatal e no início da vida sexual ativa. Em pacientes imunocomprometidos, como transplantados e pacientes contaminados com HSV/AIDS, as infecções pelo HSV2 podem se disseminar e podem levar a sérias complicações.

Uma grave consequência da infecção por HSV2 é a transmissão para o feto ou recém-nascido. A infecção fetal intrauterina ocorre como consequência de infecções transplacentárias ou infecção ascendente e acontece em cerca de 10% dos casos. A forma mais comum de infecção é o contato do recém-nascido, durante o parto, com secreções maternas infectadas, ocorrendo em 75% a 80% dos casos.

Ambas as infecções, orais ou genitais, são maioritariamente assintomáticas, porém podem causar desde sintomas leves até bolhas dolorosas ou úlceras no local da infecção. O herpes genital é uma questão global e estima-se que 417 milhões de pessoas em todo o mundo possuem o vírus, enquanto no Brasil estima-se que 15% da população tenha sido infectada pelo HSV2.

Uma vez que o tipo de infecção por HSV1 ou HSV2 influencia diretamente o prognóstico e o aconselhamento médico subsequente, testes para distinguir qual é o tipo de vírus vêm sendo amplamente recomendados. Além disso, dada a dificuldade em fazer o diagnóstico clínico de HSV, a crescente prevalência mundial de herpes genital e a disponibilidade de terapia antiviral eficaz têm demandado um aumento pelo diagnóstico laboratorial preciso e rápido de pacientes com HSV2, alcançando uma soroprevalência de 80% em adultos.

Atualmente a PCR é o diagnóstico padrão para infecções por HSV no sistema nervoso central e vem sendo utilizada para o diagnóstico de herpes genital devido a sua sensibilidade.

Vantagens

  • Os ensaios moleculares podem gerar resultados em um período de tempo razoável (resultados em até 2 horas e meia).
  • Possuem maior sensibilidade e especificidade para a detecção de HSV2, se comparados a outras metodologias.
  • A interpretação dos dados geram resultados confiáveis para o acompanhamento do nível de atividade de HSV2 na comunidade.
  • Teste quantitativo.
  • Reagentes suficientes para 100 testes.
  • Resultados rápidos, confiáveis e clinicamente relevantes para minimizar as incertezas no diagnóstico.
  • Eficiência: Todos os reagentes necessários são fornecidos em um único kit.
  • Solução de amplificação pronta para o uso.
herpes virus simplex 2

A presença de material genético do vírus herpes simplex 2 é indicada pelo aumento do fluoróforo FAM (curvas em verde). O ensaio possui controle de extração – Controle Interno (CI), adicionado a cada amostra no processo de extração, garantindo a qualidade no resultado da amostra, já que possibilita a identificação de inibição no processo. A amplificação do CI é detectada no canal de fluorescência HEX.

 

herpes virus simplex 2 - 2

A curva de amplificação pode ser verificada (Vermelho=104 cópias/μL Amarelo=103 cópias/μL Verde claro=102 cópias/μL Verde escuro=10 cópias/μL ).

DOWNLOADS

ORÇAMENTO

Especificação Descrição
Metodologia/Tecnologia qPCR/TaqMan®
Quantidade de Testes 100 testes
Amostras Sangue total, plasma, líquido cefalorraquidiano (LCR), urina e swab genital
Limite de Detecção 1,309 cópias/μL
Modelo XG-HSV2-MB
Registro ANVISA 80502070040

Preencha os campos e receba as novidades da Biometrix em seu e-mail!